"Nestas impressões sem nexo, nem desejo de nexo, narro indiferentemente a minha autobiografia em factos, a minha história sem vida. São as minhas confissões, e, se nelas nada digo, é que nada tenho que dizer." [livro do desassossego. fernando pessoa]

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Cultural Jamming

[esmagamento da cultura ]

É uma forma individual de se opor a todo tipo de pensamento de ‘rebanho’ – incluindo aqueles de ‘movimentos sociais’ – e por essa definição, cultural jamming não é tratado como um tipo de movimento.

Cultural jamming não é definido por nenhuma posição política especifica nem mensagem, muito menos por uma variação cultural.

Seu principal objetivo é essa incitação a fazer piada e brincadeira em cima da massa homogênea de cultura pop, muitas vezes por meio de ‘meios de comunicação de guerrilha’, ou seja, meio de comunicação sem licença do governo ou que se opõe ao mesmo (ou a qualquer forma de liderança e poder).

Culture Jamming tem sido caracterizado como uma forma publica de ativismo, e geralmente está contra o comercialismo, e os vetores da imagem de corporações.

CULTURAL JAMMING
Me lembrou subversão.
{Lembrou a Wikipédia também. LOL.}

Em inglês a palavra é ‘Subvertising’, ‘Advertising’ sem o ‘Ad’ e colocando o ‘Sub’.

Ouseja.

Pegando uma ferramenta de dispersão do MAL PURO e transformando numa linda forma de cultura underground. {Hihi.ounao.}

Okokok.

{Mas e daí?!}

Essas duas coisas:
Cultural jamming e subversão são ferramentas muito fáceis de serem usadas. Principalmente por nós discordianos {23!} que temos a alma cheia desse espírito irônico e contestador.

Ferramentas para espalhar o que?
O que todos nós mais prezamos e queremos para este planeta grande e azul?

DISCÓRDIA!

Yay!

:::

EstoucomumcertotempolivreeassimquetiverideiasBOASdeusodessasferramentasfareiofavordedistribuilas,masnaoporaki.

Tchunz