"Nestas impressões sem nexo, nem desejo de nexo, narro indiferentemente a minha autobiografia em factos, a minha história sem vida. São as minhas confissões, e, se nelas nada digo, é que nada tenho que dizer." [livro do desassossego. fernando pessoa]

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Jogo: O mundo acabou e eu sou o único sobrevivente

O mundo acabou e eu sou o único sobrevivente é um Live Action Role Playing Game que você pode jogar sozinho, tipicamente quando está entediado no trabalho.

A história acontece assim:
Algum tipo de evento horrível acontece e destrói toda a vida como a conhecemos. Talvez foi um lindo meteoro que caiu no oceano. Ou um holocausto nuclear. A única coisa que importa é O mundo acabou e você é o único sobrevivente.

Então, encha sua banheira de água, estoque suas prateleiras com comida enlatada e deite em sua cama encarando o teto.
Você vai encher seus dias imaginando e planejando os eventos de uma vida de faz-de-conta.

Você fantasia que a vida é na verdade como costumava ser, e você segue nessa rotina, “vivendo” no tédio. Sua vida fantasiosa é um perfeito substituto para a realidade porque é muito mais realista do que qualquer idéia que a sua mente poderia ter.

REGRAS:
Então você joga vivendo sua vida normal tentando não pensar no fato dela ser apenas essa ilusão que você criou. Em essência, durante os momentos em que você não está pensando em como está ficando sem comida e água, ou perdendo os mortos, ou simplesmente lembrando do fim do mundo, você está ganhando.

[[Yay!]]

O mundo acabou e eu sou o único sobrevivente não é um jogo “divertido”.
Mas mata um certo tempo.

:::